background

30 de julho de 2017

SABEDORIA DIVINA DA NATUREZA - EP 13 - BOLDO



EPISÓDIO 13

O episódio de hoje está sendo dedicado ao querido Boldo, também conhecido como Boldo-brasileiro, Falso-boldo, Boldo-da-terra ou Boldo-do-jardim. Seu nome científico é Plectranthus barbatus Andrews e tem origem na Índia.

O verdadeiro boldo (Peumus boldus) é uma arvoreta do Chile cujas folhas secas e quebradiças com cheiro de mastruço são encontradas no comércio, mas não é cultivado no Brasil.


Forma de uso / dosagem indicada: Usa-se o chá ou extrato aquoso feitos de preferência com a folha fresca. O chá é do tipo abafado (infusão), feito com 3 a 4 folhas com água fervente, em quantidade para uma xícara (de chá). Toma-se 1 a 3 xícaras do chá.



Fitoenergética


- Equilibra o excesso de Ego e o excesso de expansão da consciência;

- Limpa sofrimentos reprimidos;

- Elimina automartírio e autodepressão;

- Possibilita posturas saudáveis em todas as situações da vida;

- Bloqueia a penetração de energias densas.


Propriedades medicinais


- Tônico (restaura energia);
- Eupéptica (facilita digestão);
- Hepática, colagoga (aumento da secreção da bílis);
- Colerética (estimulador da bílis);
- Calmante e anti-reumática;
- Carminativa (eliminador de gases intestinais);
- Diminui os efeitos das bebidas alcoólicas;
- Estomáquica (favorece a digestão);
- Antioxidante, antifúngico e antibacteriano.



Estudos farmacológicos feitos com seu extrato mostraram que possui ação hipo secretora gástrica, reduzindo não só o volume de suco gástrico, como a sua acidez. Pode ser usada, portanto, no tratamento para controle da gastrite, na dispepsia, azia, mal-estar gástrico (estômago embrulhado), ressaca, e como amargo estimulante da digestão e do apetite.

Contraindicações


Não obstante, o abuso de Boldo pode causar toxicidade.

Contraindicado durante a gravidez e o aleitamento pois pode ser abortivo.

Apesar de facilitar tanto o funcionamento da vesícula como do fígado, em caso de obstrução das vias biliares, evite consumir infusões de boldo, já que estimulam a secreção de bílis, o que poderia agravar seu quadro obstrutivo.

No caso de infusão, não mais de 4 xícaras diárias.

Evite consumir esta infusão se tomar medicamentos anticoagulantes.

Não é recomendável seu consumo se você sofrer de insuficiência renal.


Fonte: GIMENES, Bruno J. Fitoenergética – A Energia das Plantas no Equilíbrio da Alma. 6ª ed. Nova Petrópolis: Luz da Serra Editora, 2012.

http://www.luzdaserra.com.br/cha-de-boldo-poderes-ocultos-e-funcao-fitoenergetica

http://www.saudedica.com.br/os-10-beneficios-do-cha-de-boldo-para-saude/

http://www.cultivando.com.br/plantas_medicinais_detalhes/boldo.html

http://br.innatia.com/c-cha-de-boldo-pt/a-cha-de-boldo-contra-indicacoes-e-efeitos-colaterais-1624.html

Colaboração: Tânia Campos e Daniele Schutz.

Bênçãos!
Namastê!


28 de julho de 2017

DEVA DOS PINHEIROS, GNOMOS, E ELFOS DA FLORESTA – RELATO



Numa floresta perto de Celigny, Gênova.
Sexta-feira, 13 de junho de 1924.

Enquanto eu contemplava as fadas e os gnomos que proliferam neste lugar, um deva da floresta surgiu na margem oposta da clareira. Ele possui uma ligação especial com o pinheiros, entre os quais ele se posta. É interessante notar que, enquanto eu o estudava, um grupo de silfos passou por sobre o topo das árvores. O deva olhou para cima e em seguida nos olhou de esguelha, como a indagar se os tínhamos avistado. Ele se sente muito à vontade entre as árvores, como se fosse o seu proprietário, sendo que, na sua vestimenta – ou melhor, naquelas porções de sua aura que se assemelham a um traje - observam-se franjas e trançados como aqueles que pendem dos pinheiros. Sobre a cabeça, há um leque muito brilhante de cores luminosas, que, combinadas com as franjas, dão-lhe um aspecto de índio norte-americano, com seu cocar de penas e suas roupas esfiapadas.*

Tenho certeza de que ele se acha neste lugar desde tempos imemoriais, quando tudo era inóspito e inabitado. Ele parece ser bastante comunicativo e demonstrar uma atitude de maior familiaridade com os homens do que a maioria dos devas. Parece ser uma característica especial desta região o fato de o reino dos homens e o reino dos devas se apresentarem tão intimamente ligados: sinto que os devas não são tão remotos e que a comunicação é mais fácil.

Ele está me mostrando  um pouco do seu método de trabalho. Possui a faculdade de expandir consideravelmente a sua aura, de modo a abarcar um grande número de árvores. Ele se coloca junto delas, absorve, por meio de um processo bastante parecido com o da inalação, uma determinada quantidade de energia natural, concentrando a sua aura em torno do grupo de árvores sobre o qual pretende agir, para então liberar a sua energia com um efeito altamente estimulante, o que tem como resultado o aceleramento do ritmo de atividade dos espíritos da Natureza, estimulando e incrementando o progresso da consciência incorporada às árvores (esse estímulo parece provocar uma resposta das tríades monádicas através dos átomos permanentes).

Quando se desloca pelo espaço, ele dispõe as suas forças áuricas de modo a que elas se dobrem, por assim dizer, às suas costas, provavelmente a fim de que elas ofereçam o mínimo de resistência à liberdade de seus movimentos. Quando ele se acha em repouso, a sua aura volta aos poucos a ocupar a sua posição normal, e então tem-se a nítida impressão de grandes asas. Tais asas áuricas não são usadas para o voo; a sua configuração resulta antes da maneira pela qual ele dispõe as correntes de força que vibram através de sua aura.

Ele retorna, agora, da floresta, acompanhado por um belo espírito da Natureza, semelhante a uma encantadora jovem, com roupagens alvas e finas, através das quais se entrevê as suas formas. Ela surgiu da floresta a um chamado seu, feito com a mão esquerda estendida, e flutuou graciosamente pelo ar em sua direção, segurando-lhe a mão com indisfarçável alegria, mas também com alguma submissão. Existe, sem dúvida, uma certa afeição entre eles, sugerindo um relacionamento humano de pai e filha, mas contendo também algo de companheirismo. Ela mantém ligação com uma das árvores; alguma porção da constituição psíquica da árvore penetra nela, e essa ligação se mantém durante o tempo da separação. Tão logo foi liberada pelo deva, imediatamente retornou à aura de isolamento magnético proporcionada pela árvore. Suponho que se trate de um espírito da árvore.

Existe neste lugar uma espécie peculiar de gnomos que flutuam pelos arredores com suas longas pernas informes roçando a relva; sua cor é marrom-escura, e seu corpo homogêneo é de textura esponjosa. Os braços terminam numa espécie de punhos cerrados e seus pés em pontas. O rosto é escuro, de cor marrom, e suas vibrações são todas elas um tanto estranhas e sobrenaturais. Uma pessoa sensível, aproximando-se do lugar durante a noite, seria capaz de senti-las.

Nas raízes das árvores, existe também uma interessante variedade de elfos da floresta, um grupo dos quais nos contempla com indisfarçável curiosidade a cerca de vinte metros (20m) à nossa esquerda. Possuem grandes cabeças com orelhas longas e pontudas que se projetam para os lados. Os corpos são muito pequenos para o tamanho da cabeça, e sua expressão revela uma mentalidade bastante inferior na escala de evolução. Eles correm e se divertem por entre as folhas mortas, reunindo-se às vezes para formar como que um anel e, de mãos dadas, rodear uma árvore ou um grupo de árvores, executando uma curiosa dança. Parecem habitar as raízes das árvores, pois é delas que os vejo surgir ao nível do chão, como alguém que transpusesse a soleira de uma porta.


*Parece razoável supor-se que os cocares de penas pintadas usados pelos índios são copiados das auras dos espíritos da Natureza, com os quais eles se assemelham.



Nateby, Lancashire. 1º de setembro de 1922.

Este é um bosque pequeno e comprido, formado por olmos e freixos bem desenvolvidos, com cerca de meio acre de extensão. Ele se distingue dos estudados até aqui pelo fato de ser habitado por um único espírito da Natureza, cujos métodos de trabalho são também, por sua vez, incomuns. Trata-se de um deva consideravelmente desenvolvido e que atua sobre o bosque de um ponto no espaço situado a cerca de 90 metros acima do topo das árvores.

Embora assexuado, a sua figura é positivamente masculina. Suas cores principais são o carmim vivo e o dourado; o rosto é singularmente belo, os olhos brilhantes e misteriosos; abaixo dos ombros, a figura se torna indefinida em meio ao forte influxo da aura, que abarca todo o bosque, encerrando-o num confinamento áurico. Aí observa-se um fluxo dirigido verticalmente para o alto e que parte do centro da aura do deva; psiquicamente, o todo parece maciço, sendo o espaço interior do envoltório áurico inteiramente preenchido por finas linhas de força.

O deva permanece um tanto imóvel e, a julgar pela expressão de seus olhos, extremamente vigilante e atento. Às vezes com um movimento dos braços, ele direciona os fluxos de energia; a figura, no seu todo, constitui uma das visões mais belas que já me foram dadas presenciar.

A aura do deva propriamente dita configura uma maravilhosa forma ovóide, com matizes brilhantes, predominando os matizes das cores já mencionadas, e que alcança uma altura de algumas centenas de metros: ela resplandece e cintila como uma Aurora borealis, enquanto a sua porção inferior, que abarca a floresta, desfaz-se em graciosas curvas e possui uma cor carmim, acrescida de finos pigmentos ou centelhas douradas em volta dos fluxos.

Suas dimensões são um dado de interesse: a sua altura, do nível do chão ao ponto mais elevado da aura, é de cerca de 45 metros, sendo que a copa da floresta possui aproximadamente a extensão de 16 x 27 metros.


Fonte: Livro O Reino dos Devas e dos Espíritos da Natureza – Geoffrey Hodson. Editora Pensamento.
Tradução do livro: Hugo Mader.

Bênçãos!
Namastê!




23 de julho de 2017

SABEDORIA DIVINA DA NATUREZA - EP 12 - AÇAFRÃO



EPISÓDIO 12

O episódio de hoje está sendo dedicado ao querido Açafrão, essa poderosa raíz é muito especial, nos fornece alimento e cura. O açafrão-da-terra, também conhecido como cúrcuma, açafrão da índia e gengibre amarelo, é uma raiz da família do gengibre. No mundo todo há mais de 100 espécies da família Cúrcuma, mas o açafrão que consumimos vem da Curcuma longa. A raiz é utilizada há mais de 4000 anos no Oriente Médio e na Ásia, tanto na Medicina Ayurvedica como na Medicina Tradicional Chinesa, como um potente fitoterápico.

Importante dizer que o açafrão também ajuda muito no processo de descalcificação da glândula pineal.



Quantidade recomendada

Caso compre a raiz inteira utilize uma ou duas rodelas por dia. Se for ingerir o pó de açafrão a orientação é uma ou duas colheres de chá diariamente. Podem usar o quanto considerarem mais conveniente, o importante é a regularidade, que o açafrão-da-terra faça parte da rotina alimentar.


Como consumir

Quando a pessoa adquire a raiz inteira a orientação é usar as rodelas no suco, ralado na salada ou na preparação de outros pratos. Use o tempero em pó à vontade em sopas, pães, bolos, biscoitos, omeletes, tapiocas, cozidos, legumes, arroz, feijão, ervilha, etc. A versão em pó também pode ser utilizada em sucos.

Por ser um pó, não é bom consumir o açafrão a seco, polvilhado na salada, por exemplo. Isto porque há maior risco de engasgue. Ele pode ser misturado em qualquer tipo de líquido, como no preparo dos alimentos ou na confecção de molhos para salada. Vale misturar com azeite, óleo de coco, maionese, leite, iogurte, manteiga, etc.


Combinações

É interessante combinar a cúrcuma com a pimenta do reino a fim de aumentar a biodisponibilidade (absorção). A pimenta do reino é rica em um flavonoide chamado piperina, que aumenta a absorção de outros nutrientes. O curry é feito com cúrcuma e pimenta, e também pode ser incorporado no dia a dia.


Cuidados ao consumir


É melhor comprar o açafrão-da-terra em lojas de produto naturais e ao fazê-lo, verifique a validade. Isto porque quanto mais fresco, mais rico em polifenois. A cúrcuma é indicada para todas as pessoas, com restrição apenas nos casos raros de alergias a este tempero.




Fitoenergética



Também gera Harmonia e ajuda a eliminar vícios em cigarros ou álcool.

Recomendo o vídeo abaixo sobre o Açafrão:


Propriedades Medicinais


Este tempero se destaca pela ação antienvelhecimento e antioxidante e segundo uma pesquisa da Universidade da Califórnia é capaz de reduzir o risco da doença de Alzheimer. A cúrcuma também protege contra diversos tipos de câncer.


O açafrão contém diversos minerais e vitaminas, com destaque para o potássio, que ajuda a controlar a pressão arterial e previne derrames. Também é fonte de vitaminas C, aliada da imunidade, e vitamina B6, que é benéfica para o cérebro.

O tempero ainda conta com ferro, que previne anemias, manganês, essencial para o metabolismo do colesterol e para o crescimento, cálcio, que é aliado dos ossos e dentes, e magnésio, importante para o metabolismo de glicose. Proteína, boa para os músculos, gordura e um elevado teor de fibra solúvel, que melhora o trânsito intestinal, também estão presentes no açafrão-da-terra. No entanto, o seu grande valor reside na curcumina, um polifenol com ação antioxidante e anti-inflamatória, responsável pela cor amarela intensa do açafrão.

São inúmeros os benefícios da curcumina, principalmente pelo seu efeito antioxidante e anti-inflamatório. Ela contribui para o combate ao câncer de próstata, mama, melanoma, pâncreas, diminui o risco de leucemia e mieloma múltiplo, e a ocorrência de metástases em diversos tumores. Desintoxica o fígado, é benéfico para o coração, ajuda no controle do diabetes, neutraliza radicais livres, reduz a inflamação da artrite, tem ação analgésica, antisséptica e antibacteriana. Age no metabolismo das gorduras auxiliando na perda de peso, ajuda na acne, na psoríase e outras doenças de pele, e acelera a cicatrização.

Age contra a depressão: Um estudo publicado na revista Phytotherapy Research confirmou através de ensaio clínico em 60 pacientes que a curcumina é segura e eficaz no tratamento de estados graves de depressão comparada com a fluoxetina. A eficácia da curcumina foi semelhante ao do medicamento antidepressivo, no entanto, a curcumina não apresenta nenhum dos efeitos colaterais associados com a droga e ainda fornece benefícios adicionais à saúde. Estes resultados estão de acordo com outra pesquisa, publicada na revista Psychopharmacology, mostrando que a curcumina aumenta os níveis de neurotransmissores como serotonina e dopamina, responsáveis pela sensação de bem-estar.

Bom contra a acne: Cúrcuma é eficaz no tratamento de acne devido a suas propriedades antissépticas e antibacterianas: ela combate espinhas, controla a oleosidade e proporciona um brilho saudável para a pele. Para obter este benefício a orientação é a aplicação tópica do açafrão-da-terra.

Ajuda na perda de peso: Um estudo publicado pelo Journal of Nutrition mostrou a ação da cúrcuma na inibição da lipogênese, produção de gordura pelo corpo. O tempero reduziu o percentual de gordura corporal no grupo que ingeriu o condimento. A dose usada no estudo foi de cinco gramas por dia, equivalente a uma colher de chá rasa.

Contraindicações


Restrição apenas nos casos raros de alergias a este tempero.

Não há efeitos colaterais no consumo da cúrcuma e ainda não foram descobertos problemas no consumo em excesso do tempero.


Fonte: http://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/18799-acafrao-da-terra-e-aliado-do-cerebro-e-ajuda-na-perda-de-peso

http://www.luzdaserra.com.br/a-fitoenergetica-e-a-alimentacao

Colaboração: Tânia Campos e Daniele Schutz.

Bênçãos!
Namastê!


22 de julho de 2017

OS HOMÚNCULOS EM COMPARAÇÃO COM OS DUENDES



Em Whitendale, Abril de 1922.

“Enquanto escrevia essas linhas, um duende grosseiro e rabugento surgiu de uma moita de junco na redondezas e desceu a colina de encontro aos homúnculos. Era bastante semelhante aos duendes anteriormente descritos, com pequenas diferenças na cor e nos detalhes da vestimenta. Seus rosto parecia um tanto rústico e “feio”, a barba acinzentada era cheia de falhas e as mãos invulgarmente grandes. À medida que se aproximava, repetia sem parar alguma coisa para si mesmo, provavelmente alguma decisão recente em vias de ser executada. O contraste de idades tornou-se flagrante, à medida que ele se aproximava dos pequeninos homúnculos que se divertiam no local. Seu corpo é desarmonioso, de textura um tanto áspera e grossa, e sua capacidade de reagir aos impulsos da consciência, bem menor do que a dos homúnculos, que parecem constituir uma espécie mais recente de espíritos da Natureza.

O centro de consciência localiza-se, em ambas as espécies, na cabeça, sendo representado por um pequeno chakram que, no caso dos duendes, penetra cerca de um centímetro e meio em suas cabeças. Embora a personalidade do duende seja mais forte e evoluída, nem por isso o seu chakram chega a desempenhar um papel mais ativo em sua existência, ou em seu trabalho do que o do homúnculo.

Os duendes tornam-se muito insensíveis com o decorrer do tempo. Não é fácil compreender, dadas as limitações do entendimento humano, como o duende avança até o estágio seguinte de sua evolução, de tal modo sua forma e consciência parecem apegar-se aos seus atributos atuais, coibindo-lhe o desenvolvimento de quaisquer outros. É provável que necessite da ajuda externa de uma natureza superior.”

*******

HOMÚNCULOS

Este nome foi escolhido para designar todas as criaturas de aparência masculina que não se deixam classificar nem como gnomos, nem como duendes ou elfos, mas que exibem algumas de suas características, juntamente com certos traços que lhes são específicos.

Como há de se constatar a partir da descrição oferecida, alguns espíritos da Natureza podem ter a cara de um gnomo, vestir roupas de um duende e ter os pés compridos e pontudos de um Elfo.

Os homúnculos são encontrados em associação com as árvores, com as sebes, as samambaias, as gramíneas, as urzes e as flores silvestres. Os que preferem as árvores “vivem” geralmente em seus troncos e galhos, logo abaixo da casca por eles transposta para fins de revigoração, bem como de ativação do crescimento e da coloração dos galhos e folhas. (...)

Mais sobre os Homúnculos Aqui


Fonte: Livro O Reino dos Devas e dos Espíritos da Natureza – Geoffrey Hodson. Editora Pensamento.
Tradução do Livro: Hugo Mader.



19 de julho de 2017

UM DEVA DA NATUREZA DE COR BRANCA - RELATO



Lake District (Inglaterra). Junho de 1922.

Bem no cimo do outeiro que se localiza às nossas costas, vejo inúmeros deva da Natureza, cuja cor predominante é o branco, e cujas auras assemelham-se a magníficos cirros. À primeira vista, parecem vestir túnicas alvas e folgadas, muito parecidas com as gregas, em constante ondulação, como se agitadas por uma forte ventania. A sua figura real é inconfundivelmente humana, predominando no seu aspecto características femininas. Suas feições são suaves e arredondadas e o olhos, no caso deste espécime, mais agradáveis e menos duros que de costume. A aura é formada por uma matéria mais sutil que a das túnicas e é de uma beleza arrebatadora. 

As cores, extremamente delicadas, apresentam, à primeira vista, uma disposição concêntrica; da margem externa para o centro, tanto quanto posso ver, são elas o branco, o lavanda, o amarelo, o rosa, e o rosa-claro, além de uma auréola branca ligeiramente materializada que envolve a figura real. Todas as cores apresentam matizes etéricos finos e suaves. A disposição concêntrica é, com frequência, alterada e as cores substituídas por outras, conforme as flutuações da consciência.

Do alto dos ombros e da cabeça, partindo da periferia do corpo, a aura se projeta para cima, a uma altura de mais ou menos um metro, sob a forma de finas e brilhantes linhas de força, o que confere à criatua um aspecto positivamente “sobrenatural” e uma impressão de extraordinária vitalidade; centelhas e clarões dourados desprendem-se de sua cabeça. Quando a criatura se encontra em estado de alerta, os olhos luzem com um brilho extraordinário e uma grande concentração. Nas outras partes da aura, observam-se irradiações de energia similares, embora mais fracas, que, no caso da presente criatura, localizam-se claramente em volta dos pés, que apresentam uma configuração perfeita, de aspecto humano e se mostram descobertos; a altura total do corpo é de um metro e meio a um metro e oitenta (1,50m a 1,80m), sentado que a aura alcança quase o dobro da altura e da largura da figura central.

É curioso notar a impressão de instabilidade que a figura transmite, como se o todo, tão frágil e sutil, estivesse a ponto de se dissipar. Na testa, há um centro vital onde uma luz branca brilha intensamente, observando-se o mesmo em ambos os lados da cabeça e em seu topo; este último possui uma cor amarelo-ouro e dele se projetam fluxos de força para o alto. Na garganta também existe um centro semelhante, embora menos ativo. Além de um grande chakram  localizado no plexo solar, parecem ser estes os centros vitais da criatura. 

No plexo solar, um movimento circular é visível a esta distância (90 a 100 metros), movimento que se dá no sentido horário; trata-se de um vórtice extremamente ativo, cuja finalidade parece ser exclusivamente a absorção, e, ao me concentrar, consigo ver bem dentro dele, até mesmo sentir o estado desse centro vital; de imediato, me vem à mente a imagem de uma usina geradora de eletricidade. A sua aparência, em princípio, sugeriu-me uma depressão em forma de xícara, com uma entrada na frente; um contato momentâneo com ele deve ter elevado minha consciência para um plano superior, pois, embora conservando ainda o seu formato de xícara, ele se abria em todas as direções. Este centro parece absorver as energias vitais, ao contrário dos outros que, para aliviar os meios de auto expressão, a descarregam.

Fonte: Livro O Reino dos Devas e dos Espíritos da Natureza – Geoffrey Hodson. Editora Pensamento. 
Tradução do Livro: Hugo Mader.

Bênçãos!
Namastê!


16 de julho de 2017

OS SERES DA RELVA EM SUAS MORADAS - RELATO



Numa clareira a poucas milhas de Preston. Setembro de 1921.

“Figuras minúsculas e esverdeadas, semelhantes a uma espécie de Elfos, com aproximadamente três ou quatro centímetros de altura, podem ser vistas no chão. Seus rostos parecem de carne e seus corpos cobertos de alto a baixo por uma peça justa, de cor verde. Caminham pelo mato, inteiramente absortos, pelo visto, na terefa de explorar a veredas mágicas daquilo que, para eles, é uma imensa floresta.

Sua existência parece estar ligada à relva, cujo crescimento, de algum modo, está intimamente associado ao seu. Eles se movem lentamente de um lado para outro dos talos; são capazes de voar, mas só pude vê-los cobrir pequenas distâncias de cada vez, de modo um tanto desajeitado. No ar, seus pezinhos projetam-se para baixo e para a frente, rumo ao ponto em que vão aterrar, como se estivessem num trapézio. O voo, na verdade, parece mais um balanço do qualquer outra coisa. São muito numerosos neste local. Ao caminharem, emitem um som curiosamente inarticulado. Parecem imprimir uma única direção ao seu pensamento, que ocupa completamente as suas mentes; isso se manifesta em suas auras, praticamente incolores, como se uma série de minúsculos glóbulos luminosos emergissem regularmente de suas cabeças; estas formas-pensamento são em tudo idênticas entre si e estão interligadas por um filamento de luz. Assemelham-se a pequeninas bolhas, com um diâmetro provável de uns dois milímetros. Um contato mais próximo induz-me a pensar que esses elfos falam entre si continuamente, fala esta que parece consistir de uma repetição constante. Sua aura faz com que o duplo etérico da relva vibre um pouco mais rapidamente, à medida que eles passam através dela.”

Fonte: Livro O Reino dos Devas e dos Espíritos da Natureza – Geoffrey Hodson. Editora Pensamento. 
Tradução do Livro: Hugo Mader.

Bênçãos!
Namastê!



SABEDORIA DIVINA DA NATUREZA - EP 11 - CALÊNDULA



EPISÓDIO 11

O episódio de hoje está sendo dedicado a uma flor muito especial que nos oferece beleza, alimento, e cura; conseguindo a proeza de unir essas três peculiaridades, é interessante que nos detenhamos sobre ela com maior afinco e cuidado para que possamos usufrui-la. É o caso da Calêndula (Calendula officinalis).

É originária da Europa meridional e se relaciona intimamente com o sol. Curiosamente, essa flor abre suas pétalas assim que o sol nasce e as fecha na hora em que ele se vai. Aliás, seu nome é derivado de uma palavra latina - calendae - que significa "primeiro dia de cada mês", de onde se derivou também a palavra calendário (que, sabe-se, é baseado no ciclo solar).


O sol é responsável pelo florescer das pétalas e quando ele se põe, o botão se fecha.

A calêndula é uma flor comestível, sendo muito usada sobre pratos frios, como saladas e sopas frias. Considerada também um ótimo fitoterápico.


Fitoenergética


O chá de calêndula também:

- Cria responsabilidade pelo ciclo da vida;

- Traz vontade de ter filhos com amor e respeito;

- Ajuda a criar vínculo de carinho e respeito pelos seres em geral.

- Adiciona alegria e amor à vida;

- Eleva a frequência dos pensamentos.

Infusão: 2 colheres de sopa das flores da calêndula em 1 xícara de chá de água fervente e deixar descansar por 5 minutos. Tomar 1/2 xícara de manhã e meia xícara à noite.




Propriedades Medicinais

A calêndula é uma ótima forma combater a pele ressecada. Essa planta medicinal pode ser utilizada nas saladas, em forma de chá e como remédio.

– Anti-inflamatório, antiséptico, desinfetante, cicatrizante (favorece a formação de tecido de granulação), hemostático, antioxidante.

Em uso externo (creme, pomada, loção, óvulo):

Lesões cutâneas: feridas, machucados, contusões, queimaduras leves, queimaduras solares, pé-de-atleta, micoses vaginais, “roxos” (equimoses), hematomas, impetigo, prurido anal, furúnculos, picadas de insetos, ajuda a cicatrizar feridas de diabéticos, hemorróidas, eczema, assaduras, varizes.

Tenha cuidado para não aplicar pomada de calêndula em uma ferida aberta (sangrando)!

Em uso interno: problemas hepáticos, menstruação complicada, dor de garganta ( fazer gargarejo), tosse, resfriado, febre.


Preparações a base de Calêndula incluem:

– Pomada ou creme de calêndula;
– Tintura de calêndula;
– Infusão (em uso externo, em caso de micose dos pés)
– Decocção
– Spray de calêndula (ajuda a cicatrizar feridas de diabéticos, em venda no Brasil nas farmácias de manipulação)
– Tintura-mãe
– Banhos

Cultivo


Para cultivar calêndulas, você vai precisar de um elemento básico: luz do sol. A planta precisa de no mínimo 4 horas diárias de sol direto. A mistura de solo indicada para o plantio deve ser rica em matéria orgânica: 1 parte de terra comum de jardim, 1 parte de terra vegetal e 2 partes de composto orgânico. O ideal é adquirir as mudas já prontas, pois no plantio por meio de sementes o resultado é mais demorado. 

Lembre-se de regar a planta sempre que a terra apresentar-se seca - como a calêndula gosta de solo sempre úmido, é recomendável regar dia sim dia não e, nos meses mais quentes, todos os dias.

Se você mesmo colher as flores de calêndula, seque-a rapidamente para evitar que haja perda das suas propriedades. Para secar as flores, se possível fazê-lo sobre um papel neutro, não utilizar jornal (pois a tinta do jornal pode conter substâncias nocivas).


Contraindicações

Não deve ser utilizada por GESTANTES em hipótese alguma. Pode causar náuseas e vômitos.

Também não deve ser usada em feridas abertas (no caso de uso externo com pomada ou loção a base de Calêndula pois pode causa irritação).

Lembrando sempre de que tudo em excesso não é saudável.


Fonte: GIMENES, Bruno J. Fitoenergética – A Energia das Plantas no Equilíbrio da Alma. 6ª ed. Nova Petrópolis: Luz da Serra Editora, 2012.

http://www.luzdaserra.com.br/cha-de-calendula-poderes-ocultos-e-funcao-fitoenergetica

https://www.criasaude.com.br/N2157/fitoterapia/calendula.html

http://jardinagemepaisagismo.com/a-calendula.html

Colaboração: Tânia Campos e Daniele Schutz.

Bênçãos!
Namastê!


14 de julho de 2017

SINTONIA COM A NATUREZA (PODCAST SE) - EPISÓDIOS 03 E 05 JÁ DISPONÍVEIS NO YOUTUBE!


Olá! Saudações Dévicas! Estou disponibilizando os episódios do quadro Sintonia com a Natureza, do Podcast Sementes das Estrelas, no meu canal do Youtube, são vídeos que fiz com o áudio de cada episódio.

Para ouvir os demais quadros do Podcast SE deixarei aqui o link.


--------------

Clique aqui para acessar a página com os episódios do quadro que já estão disponíveis:

Sintonia com a Natureza

Os demais farei o upload assim que possível.

Gratidão!
Namastê!

12 de julho de 2017

"O PODER DAS PLANTAS NO SEU BANHO" - SABONETES TERAPÊUTICOS E DIFUSORES DE AROMA - CONFIRA A PÁGINA!



Saudações Dévicas! Venho divulgar o lindo trabalho de uma amiga que tem como objetivo principal ajudar as pessoas a se reconectarem/ampliarem a conexão com a Natureza, oferecendo produtos terapêuticos de qualidade, afinal, quem não quer se cuidar e fazer parte de um ambiente agradável como seu próprio lar.

"Diante dos meus estudos sobre Aromaterapia eu percebi a riqueza que os sabonetes naturais e os óleos essenciais tem de mudar nosso estado de vibração e tantos outros benefícios para os nossos corpos físico, mental, emocional, e espiritual.

Então resolvi começar a criar sabonetes que contém o poder das plantas, não só a nível físico, mas também energético, para o nosso banho; trazendo a essência das plantas, principalmente pra quem tem uma vida corrida e não consegue fazer um banho de ervas."

Samanta Oliveira

TODOS OS PRODUTOS SÃO FEITOS SOB ENCOMENDA, MAS JÁ HÁ ALGUNS DISPONÍVEIS À VENDA, ATENDENDO A TODOS OS PÚBLICOS!

Praticidade e Eficiência! Nada melhor do que equilibrar suas energias com os Banhos da Natureza! Que tal?


Sabonetes terapêuticos artesanais

Aqui está alguns exemplos dos tamanhos e propriedades de cada um.


Todos os sabonetes possuem três tipos de tamanhos, sendo eles:

70 g .........R$ 5,50
100 g .......R$ 7,50
150g ........R$ 10,50

Relaxantes, Paz e Equilíbrio, Cítrus Harmonia, Chakra Cardíaco, Amor e atitude positiva.


Aproveite a variedade de sabonetes terapêuticos que têm em sua composição óleos essenciais e ervas medicinais.


Sob encomenda! (Link aqui)

O poder das plantas no seu banho! 🌱

Difusores de Aroma


Os Difusores são para perfumar ambientes que possuem algum fluxo de ar, permitindo assim que o cheiro exale através das varetas, excelente alternativa para você que quer estar em um ambiente agradável e cheiroso!

A faixa de preço, troca energética financeira, dos Difusores estão entre R$ 20 e 25, cada um, dependendo da essência.


Óleos essenciais e suas propriedades

"Os óleos essenciais possuem uma ampla gama de propriedades curativas, podendo ser utilizados de forma eficaz para manter a saúde, estimulando a regeneração celular, aliviando dores, equilibrando as disfunções emocionais, e combatendo bactérias, fungos e outras formas de infecções. Além de proporcionar alívio do estresse, aumento de energia e aumento da concentração mental."


Ramos de atuação

✅ Fisiológica: o tratamento fisiológico pode dar respostas rápidas, como acontece as vezes com casos de infecções e processos inflamatórios.

✅Psicológica: o efeito na mente é marcante, causando liberações a nível emocional de traumas, somatizações e entre outros.

✅Energética: o efeito sobre a energia do nosso corpo e sua frequência que acaba se alterando pela memória energética trazido pela planta, tendo uma marcante repercussão fisiológica.


De certa forma acabamos por lidar com as três formas pois uma maneira acaba por interferir na outra.


Propriedades dos sabonetes terapêuticos:

✅Relaxante

Equilíbrio físico, emocional e mental.
Calmante (ansiedade, estresse e insônia).
Antidepressivo
Cicatrizante como queimaduras, feridas, picadas de insetos, acne e problemas de pele em geral.
Analgésico dores musculares, dores articulares, dores de cabeça e enxaqueca.

✅Cítrus Harmonia

O óleo essêncial agem em sinergia ativando mecanismos lipolíticos (queima de gordura), contribuindo na redução de medidas e perda de peso, contribuindo também na harmonização hormonal da mulher, reduzindo retenção de líquidos acumulados.

✅Amor e atitude positiva

Promove sentimentos de amor, carinho, estimula a autoconfiança e equilibra as emoções. Promove alegria e disposição, é revigorante e ajuda tomar iniciativas. Proporciona sensação de aconchego, carinho, socialização e, contudo, estimula a sensualidade.

✅Vitalidade

Age como antioxidante direto, agindo na pele no combate de radicais livres e em seu processo rejuvenescimento. Também atua internamente induzindo o aumento da atividade de enzimas antioxidantes, que limpam o corpo de toxinas. Possui propriedades protetoras do fígado, protetoras celulares e regenerativas.

✅Paz e equilíbrio


Promove relaxamento, paz e harmonia o dia todo. Possui propriedades sedativas, aliviando a ansiedade e estresse. Auxilia a diminuir o ritmo cardíaco, alivia dores, estimula a circulação linfática, alivia o cansaço, os estados de tristeza e desanimo e acalma irritações.

*******

INFORMAÇÕES DE CONTATO


E-mail: banhosdanatureza@outlook.com

Telefone: (11) 94351-3394 - Tratar com Samanta.

Bênçãos!
Namastê!


9 de julho de 2017

SABEDORIA DIVINA DA NATUREZA - EP 10 - CANELA



EPISÓDIO 10

O episódio de hoje está sendo dedicado a uma árvore que eu particularmente gosto muito, nativa do Sri Lanka onde foi achada há milhares de anos. A Canela (Cinnamomum verum) uma das mais conhecidas e a melhor especiaria disponível em termos de sua nutrição e saúde. Contém propriedade curativa que vem dos componentes ativos nos óleos essenciais achados no seu córtex.



Fitoenergética


Além disso, essa maravilhosa especiaria também:

- Trabalha a unificação da alma e da personalidade;

- Amplia a visão extrafísica;

- Eleva a consciência;

- Ajuda a enfrentar os desafios da vida; 

- Dá leveza ao pensar;

- Desenvolve a paz interior;

- Ajuda no autoconhecimento.

CHÁ E SUA FUNÇÃO FITOENERGÉTICA

É a função do chá relacionada ao poder oculto, ou à energia sutil da planta que atua na alma humana, no campo dos pensamentos, sentimentos, emoções e até no campo espiritual.


Para usar a Fitoenergética, você também precisa saber combinar as plantas de acordo com as suas faixas de frequência e montar um composto com a polaridade correta. Contudo, uma simples oração no momento do preparo já será suficiente para que a fitoenergia seja ativada.

Dica útil

No primeiro dia de cada mês abra a porta de casa, polvilhe canela em pó na mão e sopre na porta de FORA PARA DENTRO e para dentro de casa dizendo: "Quando essa canela soprar, A Prosperidade nessa casa vai entrar!" - Fonte de Poções


Propriedades Medicinais



Diminui o colesterol:
Os estudos mostraram que meia porção de canela incluída em uma dieta diária pode diminuir o colesterol e as triglicérides.

Reduz níveis de açúcar no sangue e auxilia no tratamento da diabetes tipo 2:
Vários estudos mostraram sensibilidade da insulina e controle melhorados da glicose no sangue são por causa da ingestão de meia canela por dia.

Desequilíbrio cardíaco:
A canela consolida o sistema cardiovascular de tal modo que blinda o corpo de desordens relacionadas ao coração. Acha-se que o cálcio e a fibra presentes em canela proporcionam a proteção contra doenças cardíacas.
Incluindo um pouco canela na comida ajuda aos que sofrem de doença da artéria coronária e da pressão arterial alta.
Além disso, a combinação de cálcio e de fibra presentes na canela pode ajudar a não utilizar a bílis, que previne dano às células, assim previne o câncer de cólon.

Cáries:
A canela se utilizou tradicionalmente para tratar dor de molares e para agir contra a má respiração. Os pequenos pedaços de canela se pode mastigar, ou gargarejar com água da canela que serve como bom inibidor de mau hálito.

Problemas respiratórios:
O canela é remédio caseiro muito útil para os frios comuns ou severos. Quando em mau estado respiratório a pessoa deve tomar uma colher de sopa de mel com 1/4 pó da canela por 3 dias. Este processo curará a tosse mais crônica e os sintomas.
Canela também pode ajudar a curar a gripe.

Tônico do cérebro:
A canela impulsiona a atividade do cérebro e, portanto atua como bom tônico do cérebro. Ajuda na eliminação de perda nervosa da tensão.
Também, os estudos mostraram que cheirar canela pode impulsionar a função cognoscitiva da memória, o funcionamento de certas tarefas e aumenta a vigilância e concentração.

Infecções:
Devido a suas propriedades antibacterianas, antivírus, anti parasitas e anticépticas, é eficaz em infecções externas e internas. A canela pode ser eficaz contra a candidíase, úlceras estomacais e principalmente piolhos.

Facilita ciclos da menstruação:
A canela também é útil para a saúde das mulheres enquanto que ajuda no abastecimento de alívio de remover o obstáculo menstrual e de outros mal-estares femininos.

Reduz dor das artrites:
A especiaria da canela contém os compostos anti inflamatórios que podem ser úteis na redução da dor e da inflamação associados a artrites.

Tônico digestivo:
A canela deve ser acrescentada na maioria das receitas. À parte da adição de sabor à comida, ela também ajuda na digestão. A canela é muito eficaz para a indigestão, a náusea, vômitos, o mal-estar estomacal, a diarreia e a flatulência. É muito útil na eliminação do gás do estômago e dos intestinos. Também tira acidez, diarreia e náuseas matinais. Refere-se como tônico digestivo.

Reduz infecções de vias urinárias:
Pessoas que comem a canela tem menor propensão a desenvolver infecções de vias urinárias. A canela é diurética de natureza e ajuda na secreção e na eliminação de a urina.

Ação anticoagulante:
Um composto encontrado na canela chamado como cinamaldeído foi bem investigado para desvendar seus efeitos sobre as plaquetas do sangue. As plaquetas são os componentes do sangue que significam agrupar juntos sob circunstâncias de emergência (como a lesão física) que é uma maneira de parar de sangrar, mas sob circunstâncias normais, ela pode fazer o fluxo de sangue inadequado e se agrupar juntas. O cinamaldeído ajuda prevenir que a canela agrupe plaquetas de sangue.

Conservante natural da comida:
Quando é acrescentado à comida, previne a proliferação e crescimento bacteriano na comida, fazendo-lhe de um conservante natural na comida.

Dores de cabeça e enxaqueca:
A dor de cabeça devido à exposição ao vento frio é curado facilmente aplicando uma borracha fina da canela pulverizado misturado em água na testa.

Melhora a circulação de sangue:

A canela é um agente de redução do sangue que também atua para aumentar a circulação. Esta circulação de sangue ajuda na eliminação de dor. A boa circulação de sangue também assegura o abastecimento de oxigênio às células de corpo que levam a uma atividade metabólica mais alta.


Contraindicações

Deve-se tomar cuidado, pois consumir canela demais pode aumentar a pressão arterial.

E também há uma advertência a quem ingerir canela, deve ser feito em pequenas quantidades (tudo em excesso faz mal não é?!) e não pode ser utilizada por mulheres grávidas.

A canela tem propriedades antibióticas naturais, por isso, você deve evitar consumi-la quando estiver tomando antibióticos. O que acontece é que ela pode alterar a forma como essas drogas agem no corpo.

Pessoas com síndrome do intestino irritável ou úlceras devem fazer uso moderado do chá de canela para evitar agressões às paredes do estômago.

Quem é diabético e faz uso de medicação para reduzir a glicose precisa tomar cuidado com o chá de canela pois a combinação dos dois pode abaixar demais os níveis de açúcar no sangue, levando ao coma.


Fonte: GIMENES, Bruno J. Fitoenergética – A Energia das Plantas no Equilíbrio da Alma. 6ª ed. Nova Petrópolis: Luz da Serra Editora, 2012

http://www.beneficiosdacanela.com/tudo-sobre-a-canela/

http://www.luzdaserra.com.br/cha-de-canela-poderes-ocultos-e-funcao-fitoenergetica

Colaboração: Tânia Campos, Daniele Schutz.

Agradecimento especial a querida Geni Lopes pela contribuição de Sabedoria.

Bênçãos!
Namastê!



Imprimir ou Salvar em PDF

Print Friendly and PDF