background

16 de julho de 2017

SABEDORIA DIVINA DA NATUREZA - EP 11 - CALÊNDULA



EPISÓDIO 11

O episódio de hoje está sendo dedicado a uma flor muito especial que nos oferece beleza, alimento, e cura; conseguindo a proeza de unir essas três peculiaridades, é interessante que nos detenhamos sobre ela com maior afinco e cuidado para que possamos usufrui-la. É o caso da Calêndula (Calendula officinalis).

É originária da Europa meridional e se relaciona intimamente com o sol. Curiosamente, essa flor abre suas pétalas assim que o sol nasce e as fecha na hora em que ele se vai. Aliás, seu nome é derivado de uma palavra latina - calendae - que significa "primeiro dia de cada mês", de onde se derivou também a palavra calendário (que, sabe-se, é baseado no ciclo solar).


O sol é responsável pelo florescer das pétalas e quando ele se põe, o botão se fecha.

A calêndula é uma flor comestível, sendo muito usada sobre pratos frios, como saladas e sopas frias. Considerada também um ótimo fitoterápico.


Fitoenergética


O chá de calêndula também:

- Cria responsabilidade pelo ciclo da vida;

- Traz vontade de ter filhos com amor e respeito;

- Ajuda a criar vínculo de carinho e respeito pelos seres em geral.

- Adiciona alegria e amor à vida;

- Eleva a frequência dos pensamentos.

Infusão: 2 colheres de sopa das flores da calêndula em 1 xícara de chá de água fervente e deixar descansar por 5 minutos. Tomar 1/2 xícara de manhã e meia xícara à noite.




Propriedades Medicinais

A calêndula é uma ótima forma combater a pele ressecada. Essa planta medicinal pode ser utilizada nas saladas, em forma de chá e como remédio.

– Anti-inflamatório, antiséptico, desinfetante, cicatrizante (favorece a formação de tecido de granulação), hemostático, antioxidante.

Em uso externo (creme, pomada, loção, óvulo):

Lesões cutâneas: feridas, machucados, contusões, queimaduras leves, queimaduras solares, pé-de-atleta, micoses vaginais, “roxos” (equimoses), hematomas, impetigo, prurido anal, furúnculos, picadas de insetos, ajuda a cicatrizar feridas de diabéticos, hemorróidas, eczema, assaduras, varizes.

Tenha cuidado para não aplicar pomada de calêndula em uma ferida aberta (sangrando)!

Em uso interno: problemas hepáticos, menstruação complicada, dor de garganta ( fazer gargarejo), tosse, resfriado, febre.


Preparações a base de Calêndula incluem:

– Pomada ou creme de calêndula;
– Tintura de calêndula;
– Infusão (em uso externo, em caso de micose dos pés)
– Decocção
– Spray de calêndula (ajuda a cicatrizar feridas de diabéticos, em venda no Brasil nas farmácias de manipulação)
– Tintura-mãe
– Banhos

Cultivo


Para cultivar calêndulas, você vai precisar de um elemento básico: luz do sol. A planta precisa de no mínimo 4 horas diárias de sol direto. A mistura de solo indicada para o plantio deve ser rica em matéria orgânica: 1 parte de terra comum de jardim, 1 parte de terra vegetal e 2 partes de composto orgânico. O ideal é adquirir as mudas já prontas, pois no plantio por meio de sementes o resultado é mais demorado. 

Lembre-se de regar a planta sempre que a terra apresentar-se seca - como a calêndula gosta de solo sempre úmido, é recomendável regar dia sim dia não e, nos meses mais quentes, todos os dias.

Se você mesmo colher as flores de calêndula, seque-a rapidamente para evitar que haja perda das suas propriedades. Para secar as flores, se possível fazê-lo sobre um papel neutro, não utilizar jornal (pois a tinta do jornal pode conter substâncias nocivas).


Contraindicações

Não deve ser utilizada por GESTANTES em hipótese alguma. Pode causar náuseas e vômitos.

Também não deve ser usada em feridas abertas (no caso de uso externo com pomada ou loção a base de Calêndula pois pode causa irritação).

Lembrando sempre de que tudo em excesso não é saudável.


Fonte: GIMENES, Bruno J. Fitoenergética – A Energia das Plantas no Equilíbrio da Alma. 6ª ed. Nova Petrópolis: Luz da Serra Editora, 2012.

http://www.luzdaserra.com.br/cha-de-calendula-poderes-ocultos-e-funcao-fitoenergetica

https://www.criasaude.com.br/N2157/fitoterapia/calendula.html

http://jardinagemepaisagismo.com/a-calendula.html

Colaboração: Tânia Campos e Daniele Schutz.

Bênçãos!
Namastê!


Nenhum comentário:

Postar um comentário