background

29 de dezembro de 2018

ABELHAS E SUA INCRÍVEL IMPORTÂNCIA NO MUNDO


Photo by Maria Isabel V. G. Lopes


Há 10 anos, o Royal Geographical Society de Londres declarou as abelhas como seres vivos insubstituíveis.

O anúncio fez parte de uma competição denominada "Earthwatch", cuja final foi entre as abelhas e os plânctons. Durante a apresentação, cientistas apresentavam argumentos para defender cada uma das espécies e as pessoas presentes deveriam votar em qual ser elas consideravam mais importante.

As abelhas foram defendidas pelo Dr. George McGavin. Ele explicou ao público que 250 mil espécies de flores dependem das abelhas para se reproduzir. Além disso, muitas frutas e vegetais também ganham uma ajudinha delas, que tem impacto em cerca de 90% da produção de alimentos no mundo.

Sua importância é tanta que a cidade de Curitiba está espalhando abelhas sem ferrão em seus parques, como uma forma de disseminar árvores nativas. Na Suécia, foi erguido até mesmo um monumento para celebrar nossas amigas voadoras.

Escrito por Mari Dutra

Fonte: https://coruja-prof.blogspot.com



Abaixo dois links aqui do blog que recomendo a visita:



Gratidão!


26 de dezembro de 2018

LEMUEL - O FOCO DE LUZ DA FORÇA E DO EQUILÍBRIO DOS DEVAS



Sugestão de música para acompanhar a leitura:

Tchaikovsky - Piano Concerto nº 1



O FOCO DE LUZ DA FORÇA E DO EQUILÍBRIO DOS DEVAS


O Monte Kosciusco, no Sul da Austrália, abriga o Foco de Luz dos poderosos Devas da natureza, que representam Força e Equilíbrio. O hierarca desse centro é o grande Lemuel, que desenvolveu sua Força Divina do Reino Angelical muito antes da Criação da Terra. Por causa da forte vibração ancorada neste Centro, as pessoas que o visitam em sua consciência superior não terão acesso ao Foco de Luz propriamente dito, porém terão oportunidade de participar das atividades em um círculo mais afastado e adquirirem algum conhecimento sobre o trabalho do reino Elemental e da natureza.

O Foco de Luz desse Templo consiste dos Raios Rosa, Ouro e Azul para trazerem novamente o Equilíbrio de todas as Forças no reino da natureza. O aluno poderá permanecer nos quatro diferentes cantos de atividades da natureza, que se referem aos quatro elementos. Também seus próprios corpos necessitam do equilíbrio de todos os elementos neles contidos, portanto, nesta época aumentará, também, seu bem-estar, ao se esforçar intensivamente na aprendizagem e colaboração neste poderoso Centro do Mundo da natureza. 


Apelos direcionados aos grandes Devas desse Foco de Luz poderão ajudar a equilibrar situações de temporais violentos, apesar de que catástrofes naturais nem sempre podem ser evitadas, se forem criadas pelo mal uso do livre arbítrio das pessoas. Também estes grandes Seres precisam observar as Leis Cósmicas, que devem ser seguidas por toda vida. Disso faz parte a reparação da injustiça, imposta à natureza através dos seres humanos. Também o aluno deveria aproveitar a oportunidade para atuar em benefício dos seres elementais.

Por causa da irradiação intensiva, o aluno deveria esforçar-se pela sua própria purificação, para que a elevada vibração não estimule nele as Forças negativas.

DECLARO-ME PARTIDÁRIO DO TRABALHO PARA À VIDA; À PROTEÇÃO DE PESSOAS, ANIMAIS E NATUREZA. À CONSTRUÇÃO DE UM MUNDO MELHOR E À DISSOLUÇÃO DE TODA A ESCURIDÃO. RECONHEÇO AS FORÇAS DA LUZ E AS COLOCO EM MOVIMENTO ATRAVÉS DA PODEROSA FORÇA DA MINHA PRESENÇA DIVINA EU SOU.

A Força e a autoridade para realizar isso, meus amigos, é vossa! Apelai às Forças da Luz e seus dirigentes e enviai-as àqueles lugares onde ainda reina a imperfeição, para que as divinas Forças das Chamas restabeleçam a Ordem divina. Sois criadores de vosso Mundo e novamente podereis transformar esse planeta Terra em paraíso.

Empenhai vossas Forças para isso! A Chama da Força Criadora vos foi dada para que de vosso próprio interior pudésseis projetar a Perfeição ao Mundo exterior. Desenvolvestes estas Forças nas últimas semanas, aprendestes a agir com as mesmas e sois conclamados a empregá-las a fim de ajudar a Terra e sua humanidade para chegar à Perfeição do Plano divino. São poderosas Forças que podereis manejar. Não sejais tímidos, prestai esse serviço à vida. Sois executores da Lei divina através do conhecimento que adquiristes – através da força da Chama de vosso coração, que cresceu no decorrer dos anos. Ela vos possibilitará irradiar a santa Chama da Força Criadora ao Mundo, para que se torne ativa em todos os corações humanos e cada criatura humana realize o Plano de sua vida.

O Mundo Elemental vos ajudará, reconhecer-vos-á, se irradiardes vosso santo Ser Crístico e vos tornardes um exemplo que poderá ser seguido pelos Seres Elementais. Sede o “Cristo em Atividade” e prestai o Serviço de vossa vida, pelo qual aceitastes essa encarnação. Esta lei, que vos é inerente, agora deve ser executada, se não quiserdes perder tempo precioso.

Oh! Amigos, venho a vós como alguém que já vos conhece há muito tempo, que vos estende a mão para que vos torneis dirigentes do Reino Elemental. Aceitai minha Força, ela é inesgotável, pois estou ligado a grande Torrente Universal, proveniente do coração do Sol Central, e essa Força pretendo transmitir-vos, reciclada para vosso uso, para que possais agir como canal para a mesma. Ela deve ser ancorada na atmosfera terrestre e na própria Terra – através de vós, meus amigos, através de cada um que se dispõe a servir de canal, um Foco de Luz que atrairá muitas pessoas.

Cada vez mais Focos Ardentes deverão ser criados para reciclar a Luz. Divulgai o conhecimento, como embaixadores da Hierarquia da Luz. O conhecimento divino, revelado no decorrer das eras, está centralizado nesta doutrina para a nova Era. Vós a recebestes para com ela agir. Portanto, executai a vossa parte e vos tornareis livres irmãos e irmãs da Hierarquia Divina, como seus colaboradores e representantes no plano físico. Que vosso plano divino agora se realize!

O Amor da Fraternidade de nosso santo Foco de Luz será vosso guia durante as próximas semanas. Vinde, aprendei, trabalhai e realizai vosso juramento!

Estou ligado a vós com muito Amor, como vosso amigo de velhos tempos.

LEMUEL

Representante Cósmico dos Grandes Devas da Natureza e Seres Elementais.

Monte Kosciusco, Sul da Austrália.



Transcrição: Marcos Vinícius.

Colaboração do material: Mara Túbero.

Gratidão!

24 de dezembro de 2018

SABEDORIA DIVINA DA NATUREZA - EP 50 - CORDÃO-DE-FRADE



EPISÓDIO 50

O episódio de hoje é sobre o querido Cordão-de-frade, planta também conhecida como cordão-de-São-Francisco, mato-chimango, cauda-de-leão, rubim, ou rubim-de-bola. Com origem na África oriental, hoje é possível encontrá-la na Ásia e em toda a América. Sua espécie é a Leonotis nepetaefolia, pertencente à família Labiatae.

Muito conhecido no Brasil e muito usado na medicina indiana, na África e em toda a América Latina. Ela é considerada uma planta daninha e fácil de ser encontrada em plantações e pastagens.


Sua produção é anual e se dá por sementes. A altura da planta varia entre seis e sete centímetros. Suas folhas são macias e perfumadas e se parecem com bolas de espinhos.

Esta é uma planta atratora de pássaros que buscam o néctar na base de suas flores vermelhas mas, não só pássaros gostam de seu mel doce e abundante - crianças e adultos retiram as flores vermelhas e chupam o néctar que se acumula na sua ponta, uma delícia!


Fitoenergética

Atua principalmente no 7° chakra e tem polaridade Yang.

Ajuda a descobrir sua missão na vida, deixa a alma aflorar; libera dons ocultos; aumenta a consciência; melhora a visão do todo; possibilita evolução espiritual.

Cordão de frade para a felicidade

Essa planta também é considerada a erva da felicidade e pode ser aplicada tanto em crianças como em adultos, pois age como uma erva fitoterápica, deixando a pessoa calma e serena diante de situações estressantes. Além de ajudar em situações estressantes o Cordão de frade é estimulador da sensação de coragem.


Como fazer o chá de cordão-de-frade?

O chá é uma infusão das folhas. Ponha um litro de água para ferver com duas colheres de sopa das folhas picadas. Deixe levantar fervura, apague o fogo e abafe. Deixe em repouso por 10 minutos, coe e beba fresco.

Restrições quanto à Fitoterapia: nos tratamentos prolongados pode causar problemas hemorrágicos. Contraindicado em pacientes com doenças crônicas do fígado ou usando anticoagulantes.


Propriedades medicinais

O seu maior benefício aplica-se em crianças debilitadas, já que ela ajuda a aumentar os glóbulos vermelhos e também a capacidade do corpo se defender contra outras doenças. O chá ajuda principalmente com problemas respiratórios, como asma, infecção pulmonar, rinite e sinusite. Além de limpar os pulmões, reduzir o catarro e ser ótimo para curar tosses secas e dores de garganta. Para isso, faça um gargarejo com o chá de manhã e à noite.

O cordão de frade também auxilia nos problemas de estômago, cólica, fraqueza, reumatismo, cistite, nevralgias, febre e malária.

Suas propriedades:

- São ótimas para quem sofre de problemas nos rins;
- Alivia os gases e é recomendada para dores abdominais;
- Ajuda a aliviar a circulação do sangue e desincha o pé depois de um longo dia.

- Além de todos os seus benefícios medicinais, a planta pode ser usada também como um condimento na cozinha. Suas folhas podem ser usadas tanto em saladas como em molhos.

O chá tem ainda uma ação fantástica no controle da glicemia. 

O uso do chá por pessoas que tem hiperglicemia ou diabetes tipo 2, o chá de Cordão de frade auxilia no tratamento desses problemas.

AÇÃO ANTITUMORAL

Testado em laboratórios com vários tipos de células de câncer humano a planta teve uma excelente ação em inibir o crescimento das células cancerígenas. Muito legal né?!


Contraindicações

Não é recomendável o uso por mulheres grávidas, porque tem certa capacidade abortiva, impede a ficção do embrião na parede do útero.

O uso exagerado do cordão de frade, ou seja, consumo de doses altas pode levar certa toxidade no fígado, causando uma pequena inflamação. Mas assim que deixar de consumir o chá de cordão de frade essa inflamação cessa.

De modo geral ela não apresenta alta toxidade se usada corretamente, isto é, sem exageros.

Restrições quanto à Fitoterapia: nos tratamentos prolongados pode causar problemas hemorrágicos. Contraindicado em pacientes com doenças crônicas do fígado ou usando anticoagulantes.




Fonte: GIMENES, Bruno J. Fitoenergética – A Energia das Plantas no Equilíbrio da Alma. 6ª ed. Nova Petrópolis: Luz da Serra Editora, 2012.

https://www.greenme.com.br/usos-beneficios/5391-cordao-de-frade-mato-chimango-rubim

https://www.beneficiosdasplantas.com.br/cordao-de-frade/

https://receitadecha.com.br/cha-de-cordao-de-frade/


Colaboração: Maria Isabel (Terapeuta Fitoenergética)  curaverde.fitoenergetica@gmail.com


DEMAIS EPISÓDIOS AQUI

22 de dezembro de 2018

COMO PLANTAR ORQUÍDEAS EM ÁRVORES



O habitat natural da grande maioria das espécies de orquídeas são os troncos das árvores. Isso as caracteriza como plantas epífitas.

Por isso, é muito comum transferir plantas de vasos comuns para árvores do jardim ou de calçadas.

As árvores fornecem abrigo e suporte às orquídeas, e quando cultivadas nos troncos, recebem nutrientes que vem com o vento, chuvas e da matéria orgânica naturalmente decomposta.

Além disso, esse ambiente úmido (devido ao fato do sol não atingir diretamente o tronco graças à copa da árvore) é perfeito para o crescimento da planta.

Algo muito interessante é que se elas não gostarem do local, apresentarão mudanças de coloração nas folhas e não irão florescer. Além disso, apresentarão outros sinais de descontentamento.

Já se gostarem, se desenvolverão muito bem, com ótima aparência e cheia de flores.

Vale lembrar que diferente do que muitas pessoas acreditam, as orquídeas não são plantas parasitas.

Ou seja, elas não consomem a seiva das árvores e por isso, não prejudicam seu desenvolvimento.

A troca de ambiente da planta (do vaso para o tronco da árvore) deve ocorrer sempre após a floração, pois nesta fase ela inicia o processo de desenvolvimento das folhas, brotos e raízes.

O que indica que um novo clico se inicia!

Se a orquídea estiver florida, ela não deve ser trocada de lugar de forma alguma.

Espere até que todas as flores estejam secas e caídas. Aí sim será o momento ideal para realizar a tarefa.




Dicas para plantar orquídeas na árvore

Para plantar a orquídea no tronco da árvore escolhida é preciso saber que:

     • O espaço precisa ser claro, preferencialmente com luz indireta;

     • A árvore escolhida para recebê-la deve possuir preferencialmente casca rugosa, pois isso facilita a fixação e a retenção de nutrientes;

     • Escolhe árvores em que o tronco não descame com o passar do tempo, como ocorre com algumas espécies específicas, pois isso dificultará a fixação da orquídea;

     • Caso resolva utilizar o mesmo vaso em que ela já está plantada (desde que seja de plástico), faça um corte vertical da borda até o fundo do vaso. Isso facilitará para que possa prendê-lo junto ao tronco. As raízes da orquídea aos poucos irão migrando para apoiar-se no tronco;

     • É importante que ao fazer o corte no vaso o substrato original NÃO seja desmembrado;

     • Manter e acomodar o substrato junto ao tronco, fará com que a planta tenha umidade necessária e constante para a adaptação ao novo local;

     • Ao prender o vaso cortado ao meio no tronco, certifique-se que o material usado para amarrar (geralmente barbante ou gaze de curativo) está cercando apenas o vaso. Não deixe que tenha contato com as raízes, pois barbantes muito finos ou arames podem ferir ou cortar as raízes, dificultando assim o desenvolvimento.


Plantando orquídea em meia-calça

Outra maneira legal de plantar é montar uma bola de meia-calça com musgo. Você corta um pedaço da meia-calça, coloca o musgo esfagno e faz uma espécie de bolinha. Em seguida deposita as raízes da orquídea nessa cama de plantio, deixando apenas as folhas para fora. Aí é só amarrar no tronco.

Toda a raiz com substrato deve ser envolvida num tecido como gaze ou pela meia-calça. Sem apertar muito, mas mantendo firme o conteúdo.

Virará uma espécie de embrulho. Isso garantirá que o substrato não espalhe.

Esses dois tipos de tecido absorvem bem a água, mantém o substrato arejado e ainda facilitam que as raízes se desenvolvam através dos vãos. Assim poderão se enraizar no tronco.

Com o passar do tempo o tecido se deteriorará, mas nesse ponto a orquídea já estará totalmente fixada no tronco.

Isso geralmente ocorre por volta de 18 meses.




Abaixo um vídeo mostrando de maneira prática como colocar a orquídea numa árvore





Mais um vídeo complementar



Legal demais, né?

Gostou de saber como cultivar orquídeas diretamente no tronco?

Aproveite para conferir os outros conteúdos do blog.


Fonte: http://blog.plantei.com.br

Material de apoio – O Jardineiro - https://www.jardineiro.net

19 de dezembro de 2018

LEITURA DE RUNAS (PROMOÇÃO DE FINAL DE ANO)



Queridos, estou lançando essa promoção de final de ano para uma consulta com as runas, a todos que tem vontade de conhecer esse trabalho e aos que quiserem repetir, assim como o consulente cada leitura é especial e interessante.

As runas são um oráculo que nos orienta para que prestemos atenção ao que se passa dentro de nós, materializando respostas que estão no nosso subconsciente. 

Trabalho inspirado e orientado pela equipe espiritual que me acompanha, e caso o consulente não queira trabalhar algo específico posso fazer uma leitura geral e verificar o que as runas trazem.

Recomendo a leitura para trazer alguma orientação geral para 2019 ou tratar de alguma situação específica.

As runas auxiliam a trazer a tona uma resposta interna para alguma pergunta que esteja ponderando.


🌞
De R$  ̶5̶5̶,̶0̶0̶

por

R$ 35,00

🌞

Consulta feita com agendamento prévio via E-mail, Facebook, ou Whatsapp. O atendimento é iniciado após estabelecida a conexão com o Eu Superior do consulente, não sendo necessário estar online durante a leitura, a foto da mesa com as runas e as orientações são encaminhadas por e-mail ou whatsapp juntamente ao PDF com tudo o que foi informado num prazo de até 48h.


Caso sinta o chamado em seu coração agende um atendimento que ficarei muito feliz em te receber!

Dados da conta para depósito ou transferência:

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

Agência: 0295
Conta Poupança: 22193-4
Operação: 013

Ademir Leony Nogueira
CPF: 417.664.718-38

Caso mais algum dado seja necessário, entre em contato por e-mail, facebook, ou whatsapp. Também aceito Paypal.

Depois de efetuado o envio da energia financeira, envie-me o comprovante através de uma das redes abaixo:

Whatsapp: (12) 98898-4604


Email: leony.ademir@hotmail.com


Gratidão! Muita Luz e bênçãos a todos!

Mais informações sobre o trabalho com a Mesa OM Cristal (Terapia Holística) clique aqui.


*******

17 de dezembro de 2018

SABEDORIA DIVINA DA NATUREZA - EP 49 - CAVALINHA



EPISÓDIO 49

O episódio de hoje é sobre a amada Cavalinhatambém conhecida como cavalinha-dos-campos, cauda-de-cavalo ou cola-de-cavalo,  milho-de-cobra, cauda-de-raposa, cana-de-jacaré, erva-canudo, lixa-vegetal, dentre outros nomes populares, muito utilizada como remédio caseiro para parar hemorragias e menstruações abundantes, por exemplo, mas os benefícios dela vão além disso.

O seu nome científico é Equisetum arvense usada na fitoterapia, mas a usada na fitoenergética é a Equisetum hyemale.


O nome em latim, Equisetum arvense, significa “rabo de cavalo dos campos”. Durante o período em que a Terra concentrava maiores taxas de carbono, a cavalinha era uma erva dominante que chegava a atingir mais de 12 metros de altura. Seu método de reprodução se dá por meio de esporos ao invés de utilizar o método da polinização. A cavalinha é uma planta perene, que tem cor verde escura oca e geralmente pode ser encontrada em áreas úmidas e tem uma grande quantidade de cristais de silício (ou areia) em seu tecido. A Equisetum arvense faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.


A cavalinha Equisetum arvense é uma erva que conta com mais de 300 milhões de anos e será provavelmente uma das formas de vida mais antigas do mundo vegetal. A sua aparência faz lembrar um pequeno pinheiro, razão pela qual um dos seus principais nomes populares: pinheirinha.

É uma planta nativa da Europa, e abundante em terrenos baldios, argilosos, arenosos e úmidos.


Fitoenergética


Atua principalmente no 3º Chakra e tem polaridade Yin.

Limpa energeticamente o sangue; gera doçura na vida e no amor; elimina o ódio sem causa; aflora novidades para alegrar a vida; elimina a raiva; acalma o espírito; elimina o remorso e o ressentimento exagerado; gera respeito para com as coisas materiais; limpa o sentimento de inveja e ciúme em relação ao próximo; estimula a solidariedade; equilibra o emocional contra o desespero, a saudade e o excesso de sentimentalismo; elimina a ansiedade e a compulsividade, que estimulam a obesidade; equilibra os corpos sutis; ajuda a saber distinguir o certo do errado.

Restrições quanto à Fitoterapia: pode ser tóxica com o uso interno por longos períodos.


Modo de uso da Cavalinha

A parte usada da Cavalinha é seu talo seco para fazer chá, banhos e cataplasmas, por exemplo.

Chá de cavalinha para problemas renais: Colocar 1 colher (de sopa) de Cavalinha em 1 xícara de água e deixar repousar por 5 minutos. Depois coar e beber até 3 xícaras por dia.


Banho para reumatismo: Colocar 3 punhados de talos secos na água do banho e permanecer mergulhado na água por 5 a 10 minutos. Depois lavar a pele normalmente.


Propriedades medicinais

A cavalinha é rica em minerais que podem ajudar na recuperação de fraturas e cortes nos ossos, carne e cartilagem, além de melhorar o tempo de coagulação do sangue. O alto teor de sílica em sua composição fortalece os tecidos conjuntivos do corpo e beneficia pacientes com artrite reumatoide. Em algumas formas de tuberculose, ajuda a isolar os focos da doença nos pulmões. Ensaios clínicos demonstraram que o ácido silícico solúvel promove a formação de leucócitos, estimulando as defesas do próprio organismo e auxiliando no processo de cura natural. É benéfica contra problemas brônquicos, reumatismo e gota.

Serve para complementar o tratamento de tuberculose, nefrite, cistite, menstruações abundantes, hemorragias nasais, hemorragias no estômago, queda de cabelo, reumatismo, gota, artrite, úlceras, frieiras e infecções urinárias.

É um dos mais espetaculares chás para as mulheres acima dos 40 anos, pois repõe os minerais e combate eficazmente a osteoporose. Porém deve-se ter cuidado, pois em excesso pode se tornar tóxica. Na cosmética, é excelente para fortalecer e dar brilho aos cabelos e unhas quebradiças. Para tanto se deve tomar o chá ou usá-lo como enxague final ao lavar os cabelos.


Contraindicações

A Cavalinha está contraindicada para grávidas e lactantes, assim como para pacientes com insuficiência cardíaca ou renal.


Por ser rica em selênio faz com que ela seja recomendada para ser colhida durante a primavera, onde os níveis do mineral não estão tão altos. O uso prolongado também pode causar irritação nos rins.



Fonte: GIMENES, Bruno J. Fitoenergética – A Energia das Plantas no Equilíbrio da Alma. 6ª ed. Nova Petrópolis: Luz da Serra Editora, 2012.

https://www.medicinanatural.com.br/cavalinha-equisetum-arvense/

https://www.tuasaude.com/cavalinha/

http://www.sabordefazenda.com.br/htm/produtos/produtos.php?codigo=025


Colaboração: Maria Isabel (Terapeuta Fitoenergética)  curaverde.fitoenergetica@gmail.com


DEMAIS EPISÓDIOS AQUI


15 de dezembro de 2018

FORÇAS E SERES DA NATUREZA - ELEMENTAIS E ESPIRITISMO



Nesta postagem trago a visão da Doutrina Espírita, segundo o Livro dos Espíritos, através do codificador Allan Kardec, sobre a Natureza e os seres elementais.


"Ação dos Espíritos sobre os fenômenos da Natureza"

536. Os grandes fenômenos da Natureza, os que se consideram como pertubação dos elementos, são devido a causas fortuitas ou todos eles têm um fim providencial?

- Tudo tem uma razão de ser e nada acontece sem a permissão de Deus.

a. Esses fenômenos sempre têm o homem por objeto?

- Algumas vezes eles têm o homem como razão imediata de ser. Na maioria dos casos, entretanto, têm por único objetivo o restabelecimento do equilíbrio e da harmonia das forças físicas da Natureza.

b. Concebemos perfeitamente que a vontade de Deus seja a causa primária, nisto como em todas as coisas. Porém, sabendo que os Espíritos têm ação sobre a matéria e que são os agentes da vontade de Deus, perguntamos se alguns dentre eles não exerceriam certa influência sobre os elementos para os agitar, acalmar ou dirigir?

- Evidentemente; e nem poderia ser de outro modo. Deus não exerce ação direta sobre a matéria. Ele tem agentes dedicados em todos os graus da escala dos mundos.

537. A mitologia dos Antigos se fundava inteiramente sobre as ideias espíritas, com a única diferença de que consideravam os Espíritos como divindades. Representavam esses deuses ou esses Espíritos com atribuições especiais. Assim, uns eram encarregados dos ventos, outros do raio, outros de presidir à vegetação, etc. Essa crença é destituída de fundamento?

- Tão pouco destituída de fundamento que ainda está muito aquém da verdade.

a. Pela mesma razão poderia então haver Espíritos que habitem o interior da Terra e que presidam aos fenômenos geológicos?

- Esses Espíritos não habitam realmente a Terra, mas regulam os fenômenos e os dirigem, conforme suas atribuições. Um dia tereis a explicação de todos esses fatos e os compreendereis melhor.

538. Os Espíritos que presidem aos fenômenos da Natureza formam categoria à parte no mundo espiritual? Serão seres especiais ou Espíritos que foram encarnados como nós?

- Que o serão, ou que foram.

a. Esses Espíritos pertencem às ordens superiores ou inferiores da hierarquia espiritual?

- Depende do papel mais ou menos material ou mais ou menos inteligentes que desempenhem. Uns comandam, outros executam. Os que executam coisas materiais são sempre de ordem inferior, tanto entre os Espíritos como entre os homens.

539. Na produção de certos fenômenos, das tempestades, por exemplo, é apenas um Espírito que age, ou eles se reúnem em massa, para produzi-lo?


- Reúnem-se em massas inumeráveis.

540. Os Espíritos que exercem ação nos fenômenos da Natureza agem com conhecimento de causa, em virtude do livre-arbítrio, ou por impulso instintivo e irrefletido?

- Uns sim, outros não. Façamos uma comparação. Figurai essas miríades de animais que, pouco a pouco, fazem emergir do mar ilhas e arquipélagos. Acreditais que não haja aí um fim providencial à harmonia geral? Entretanto, são animais do último grau que realizam essas coisas, provendo às suas necessidades e sem suspeitarem de que são instrumentos de Deus. Pois bem! Do mesmo modo, os Espíritos mais atrasados são úteis ao conjunto. Enquanto se ensaiam para a vida, antes que tenham plena consciência de seus atos de seu livre-arbítrio, atuam em certos fenômenos, dos quais são agentes, mesmo de forma inconsciente. Primeiramente, executam; mais tarde, quando suas inteligências estiverem mais desenvolvidas, comandarão e dirigirão as coisas do mundo material; mais tarde ainda, poderão dirigir as do mundo moral. É assim que tudo serve, tudo se encadeia na Natureza, desde o átomo primitivo até o arcanjo, que também começou pelo átomo. Admirável lei de harmonia, da qual o vosso Espírito limitado ainda não pode abranger o conjunto.


-------

Elementais

São seres singulares, multiformes, invisíveis, sempre presentes em todas as atividades da natureza, além do plano físico.

São veículos da vontade criadora, potencializadores das forças, leis e processos naturais.

São encontrados por toda parte: na superfície da Terra, na atmosfera, nas águas, nas profundidades da subcrosta, junto ao elemento ígneo.

Invisíveis aos olhares humanos, executam infatigável e obscuramente um trabalho imenso, nos mais variados aspectos, nos reinos da Natureza, junto aos minerais, aos vegetais, aos animais e aos homens.

Fonte: CASAS ANDRÉ LUIZ. Os elementais.

-------


Nas Obras Complementares: Na obra "Evolução em dois Mundos”, de André Luiz, FEB, 2a parte, capo XVIII, pg. 212, encontramos:   

"P. - Ainda, na atualidade, os Ins­trutores Espirituais intervêm na melhoria das formas evolutivas inferiores nas quais o princípio inteligente estagia? 

R. Sim, porque todos os campos da Natureza contam com agentes da Sabe­doria Divina para a formação e expansão dos valores evolutivos".   Vemos um exemplo desses Espíritos que executam, conforme citado ante­riormente no item das Obras Básicas, no livro "Nosso Lar", de André Luiz, que transcreveremos em parte. André Luiz se encontrava em seu lar terreno, um ano após sua estadia na colônia espiritual "Nosso Lar". 

Queria ajudar Ernesto que se achava enfermo. Mentalmente chamou Narcisa, enfermeira de Nosso Lar. Esta, vindo a seu encontro, disse:   'Vamos à Natureza!' (...) Che­gando ao local (. . .) Narcisa chamou alguém, com expressões que eu não podia compreender. 


Daí a momentos, oito enti­dades atendiam-lhe ao apelo. Imensamente surpreendido, vi-a indagar da existência de mangueiras e eucaliptos. Devidamente informada pelos amigos, que me eram totalmente estranhos, a enfermeira explicou: '- São servidores comuns do reino vegetal, os irmãos que nos atenderam . "   Vemos pela narrativa que estes espí­ritos da Natureza não eram superiores, nem espíritos humanos, pois André Luiz os teria reconhecido.   Entretanto afirmou que lhe "eram totalmente estranhos" e que Narcisa os chamou "com expressões que eu não podia compreender". Mas, define essas entidades como "servidores do reino vegetal”.

Herculano Pires na obra "Vampirismo", Ed. Paidéia, 1987, pg. 14/15, confirma:  "Cada plano da Natureza tem suas exigências especificas, que precisamos respeitar. Existem também os Espíritos da Natureza, que trabalham no plano físico. Essas entidades semi-materiais, de corpos perispiríticos, estão em ascensão evolutiva para o plano hominal. São os chamados elementares da concepção teosófica, derivada das doutrinas espi­ritualistas da Índia. As funções dessas entidades na Natureza são de grande responsabilidade”. 

Encontramos ainda oportuna entre­vista fornecida pelo médium e expositor espírita Divaldo Franco à "Revista Es­pírita Allan Kardec”, do Estado de Goiás, ano V, n° 17, agosto a outubro/92, pg. 08/09. 

Este exemplar traz ainda extensa reportagem sobre o assunto e que pode ser encontrada na página da Internet da revista. Vejamos apenas algumas per­guntas e respostas: 

"P. Divaldo, existem os chamados Espíritos elementais ou Espíritos da Natureza? 

R. Sim, existem os Espíritos que contribuem em favor do desenvol­vimento dos recursos da Natureza. Em todas as épocas eles foram conhecidos, identificando-se através de nomenclatura variada, fazendo parte da mitologia dos povos, alguns deles, "deuses”, que se faziam temer ou amar.   

P. Qual o estágio evolutivo desses Espíritos? 

R. Alguns são de elevada cate­goria e comandam os menos evoluídos, que se lhes submetem docilmente, la­borando em favor do progresso pessoal e geral, na condição de auxiliares daqueles que presidem aos fenômenos da Natureza.  

P. Esses Espíritos apresentam-se com forma definidas, como por exemplo fadas, duendes, gnomos, silfos, elfos, sátiros, etc? 

R. Alguns deles, senão a grande maioria dos menos evoluídos, que ainda não tiveram reencarnações na Terra, apresentam-se, não raro, com formas especiais, de pequena dimensão, o que deu origem aos diversos nomes nas sociedades mitológicas do passado. Acredi­tamos, pessoalmente, por experiências mediúnicas, que alguns vivem o período intermediário entre as formas primitivas e hominais, preparando-se para futuras reencarnações humanas.  

P. Que tarefas executam? 

R. Inume­ráveis. Protegem os vegetais, os animais, os homens. Contribuem para acontecimentos diversos: tempestades, chuvas, maremotos, terremotos ... Interferindo nos fenômenos "normais" da Natureza sob o comando dos Engenheiros Espirituais que operam em nome de Deus que "não exerce ação direta sob a matéria ...” (q. 536b do LE). 

Vemos, pelos depoimentos acima, as referências que pudemos colher sobre esses seres ainda pouco estudados e muito desconhecidos. Uma pesquisa mais detalhada poderá, posteriormente, fazer surgir maiores informações e esclarecimentos sobre o tema, que pode e deve ser mais aprofundado revelando, assim, um conhecimento maior sobre o mundo espiritual ao nosso redor e a imensa criação divina. Ficamos, por enquanto, por aqui. 

Por: João Luiz Romão. Revista Internacional de Espiritismo - Abril de 2004. 

Fonte primária: http://www.panoramaespirita.com.br/novo/artigos/61-doutrina-espirita/579-dos-espiritos-elementais-criacao-evolucao-e-natureza.html

Fonte secundária: http://www.institutochicoxavier.com/index.php/informativo/o-que-e-o-espiritismo-2/1626-dos-espiritos-elementais-criacao-evolucao-e-natureza-




*******


Imprimir ou Salvar em PDF

Print Friendly and PDF