background

25 de junho de 2017

SABEDORIA DIVINA DA NATUREZA - EP 08 - ESPINHEIRA-SANTA



EPISÓDIO 08

O episódio de hoje está sendo dedicado a uma planta poderosa e muito usada na medicina popular, a Espinheira-santa, que já era utilizada pelos índios há muito tempo, tem esse nome por causa de suas folhas, que tem pontas, lembrando espinhos e por ser considerada um “santo remédio”! A Espinheira-santa (Maytenus ilicifolia) é uma árvore de porte pequeno, chega aos cinco metros de altura, ramificada e produz pequenos frutos vermelhos ou alaranjados. Tem fácil adaptação a solos mais úmidos, pode se desenvolver entre outras árvores, como o interior de bosques não muito densos ou a pleno sol. É ótima escolha para ações de conservação e uso sustentável.


Partes utilizadas da Espinheira-santa


Costumam ser utilizadas as folhas, as cascas e as raízes da espinheira-santa no preparo de chás medicinais, infusões que tanto podem ser usadas interna quanto externamente, para tratamentos cicatrizantes de pele.

Os índios brasileiros sempre utilizavam a espinheira-santa para combater tumores e daí veio um dos seus nomes populares: erva-cancerosa. Na medicina popular, esta planta é indicada para dezenas de enfermidades, especialmente do aparelho digestivo.

Fitoenergética



- Elimina vertigens; 
- Desintoxica o campo energético do sangue;
- Purifica os sentimentos de amor e compaixão; 
- Ajuda a filtrar emoções;
- Elimina as oscilações de humor, o mau humor e a timidez;
- Traz resistência energética contra resfriados.

Modos de uso da Espinheira-santa


As partes utilizadas da espinheira santa são as suas folhas, casca e raízes.

Chá de Espinheira-santa: colocar 1 colher (sopa) das folhas secas de espinheira-santa numa xícara e cobrir com água fervente. Deixar descansar por 10 minutos, coar e beber a seguir. Tomar 3 vezes ao dia.

Cápsulas de espinheira santa: tomar 1 ou 2 cápsulas de espinheira-santa antes das principais refeições.

Propriedades Medicinais



- Combate úlcera de estômago;
- Combate Gastrite;
- Males do aparelho digestivo;
- Trata tumores;
- Antisséptico;
- Antiespasmódico;
- Anti-inflamatória;
- Diurético (acaba com a retenção de líquidos, o que ajuda a emagrecer);
- Antiasmático;
- Antitumoral;
- Ajuda a combater o vício do álcool;
- Combate enfermidades do fígado;
- Trata a hidropisia pelo abuso do álcool;
- Cicatrizante;
- Tonificante.

Contraindicações


O consumo desta planta é proibido às gestantes, pois pode provocar contrações uterinas e até mesmo aborto. Lactantes também não devem utilizar a planta, já que reduz a produção de leite.

Efeitos colaterais da Espinheira-santa:

A espinheira santa pode causar sensação de boca seca e náusea, que desaparecem com o uso contínuo do medicamento.


Fonte: Fitoenergética – A Energia das Plantas no Equilíbrio da Alma – Bruno J. Gimenes

https://terapiasnehana.wordpress.com/2013/11/13/propriedades-das-plantas/

https://www.tuasaude.com/espinheira-santa/

http://www.remedio-caseiro.com/espinheira-santa-beneficios-do-cha-deste-santo-remedio/

Colaboração: Tânia Campos, Daniele Schutz, Nicole Fontana.

Agradecimento especial a querida Ivana Palmieri pela indicação dessa maravilhosa planta.

Bênçãos!
Namastê!


Nenhum comentário:

Postar um comentário